Os 3 erros mais comuns ao instalar piso vinílico

Cuidados na instalação começam muito antes de se colocar a 'mão na massa'
O piso vinílico é cada vez mais utilizado nos projetos de interiores devido às diversas vantagens que esse revestimento oferece quando comparado a outros tipos de pisos.

Uma das principais vantagens do vinílico é a facilidade de instalação, por isso é bastante comum que as pessoas associem isso com a possibilidade de executar o serviço por conta própria, no melhor estilo 'faça-você-mesmo'.

Longe de duvidar da capacidade de qualquer pessoa, mas para usufruir de todas vantagens que um vinílico oferece, os cuidados devem começar muito antes de se colocar os pés sobre eles. Bem executada, é possível concluir a instalação de um piso vinílico clicado em até dois dias!

Líder mundial e há mais de 130 anos acumulando experiências no fornecimento de vinílicos em todo o planeta, a Tarkett selecionou os 3 principais erros que as pessoas cometem na instalação desse tipo de piso! Vamos lá:

Mão de obra desqualificada

A chance de uma instalação ser bem-sucedida nas mãos de profissionais capacitados utilizando as ferramentas adequadas é infinitamente maior. Os instaladores não só estão habituados com as características desse material como também das marcas.

Também estão capacitados a identificar previamente se as condições do contrapiso e de todo o projeto favorecem a instalação, evitando que se descubra algum problema de umidade ou desnivelamento só depois de instalado.

A economia na mão de obra pode retornar em prejuízo – inclusive a curto prazo. Uma instalação mal planejada e executada pode apresentar defeitos que vão exigir a troca de parte ou até mesmo de todo o revestimento.

A Tarkett não possui serviço de instalação, mas ele é bastante comum nas revendas especializadas. Fique atento: nem todos os distribuidores aceitam o serviço à parte, podendo estar condicionado à venda do piso.

Antes de fechar qualquer negócio, uma dica é verificar se a revenda possui obras de referência com os produtos Tarkett para mostrar. Se possível, agende uma visita técnica para uma avaliação prévia da superfície onde será instalado o piso.

Modelo incorreto

Escolher o piso vinílico correto é essencial para o sucesso da instalação. Além de atributos visuais como a cor e o design, é preciso conhecer as características de cada modelo de vinílico para evitar contratempos depois de abrir as caixas.

Os pisos são classificados segundo o(a):
  • FORMATO: modulares (placas e réguas) ou monolíticos (mantas);
  • CLASSE DE USO: residenciais ou comerciais em diversos níveis de tráfego, definido a partir de algumas características dos pisos;
  • DESIGN: direcional (paginação sequencial) ou não-direcional (paginação livre);
  • APLICAÇÃO: colados (peças fixadas no contrapiso com cola/adesivo) ou clicados (peças fixadas pelo sistema de encaixe clique).

Cada configuração acima foi desenvolvida para atender a diferentes necessidades, tornando possível planejar com antecedência a escolha de qual ou quais soluções melhor se encaixam no perfil de atividade e de uso do ambiente.

Conhecer o formato vai ajudar a planejar as possíveis combinações entre cores e texturas enquanto saber a classe de uso vai assegurar o piso com a capacidade ideal para resistir ao tráfego e os impactos do dia a dia.

Atentar-se ao design, por outro lado, vai evitar que a escolha de uma cor diferente da desejada – e por isso é sempre importante olhar uma amostra física para ver as nuances e também sentir a textura do piso.

A limpeza é um ponto a se considerar antes de instalar – os pisos vinílicos podem ser lavados, mas somente se a escolha for correta: a versão clicada não pode ser lavada, apenas um pano umedecido na mistura entre água e detergente neutro será suficiente;

Ao receber os produtos, é importante conferir se os dados da etiqueta como código, cor, lote, número sequencial de caixa ou rolo batem com o que foi solicitado. O ideal é que o instalador verifique, peça por peça, se há defeitos visíveis ou danos antes da instalação.

Se houver algum problema, o recomendado é interromper os trabalhos e entrar em contato com a assistência técnica informando os dados da etiqueta. A Tarkett oferece garantia de até 15 anos contra defeitos de fabricação que começam a valer a partir da data de compra.

Local inadequado

O vinílico é um produto recomendado somente para ambientes internos. Embora seja diferente de um piso de madeira, cujas réguas e tacos em contato com a água podem apodrecer e estragar, ele não pode ser instalado em lugares frequentemente úmidos como banheiros com chuveiro pois o piso pode descolar.

A frequente e intensa exposição à luz solar – como em varandas gourmets, por exemplo – pode desbotar os pisos se eles não possuírem proteção de superfície adequada para bloquear raios UV.

A análise do contrapiso é fundamental para não errar: ele deve estar seco, limpo e nivelado. É possível corrigir ondulações e desníveis de 3 até 10 mm utilizando a massa niveladora Tarkomassa®.

Os vinílicos podem ser instalados sobre diversas superfícies já existentes como cimento, cerâmicas, pedras (mármores e granitos polidos) e mezaninos, mas nunca sobre superfícies que podem se deslocar ou quebrar após a instalação. A movimentação natural da madeira e a baixa resistência mecânica da ardósia são dois exemplos de onde esses problemas podem ocorrer.

Ao receber os produtos na obra, sempre os acondicione adequadamente seguindo as instruções da embalagem – empilhar os produtos de forma incorreta pode causar o empenamento ou até mesmo a quebra do material.

O local deve estar coberto e ventilado com a temperatura constante entre 15º e 27ºC. Lembre-se: é recomendado aclimatar o piso ao local da instalação por pelo menos 24 horas antes do início dos trabalhos.

Para ambientes com vinílicos colados, é necessário aguardar sete dias para cura do adesivo antes de lavar o piso com água e detergente neutro.


Tarkett
www.tarkett.com.br
0800 011 1922






Siga @MarcosGomesBr e fale comigo !